Páginas

quinta-feira, 19 de março de 2015

Fixei os olhos em uma direção e parei pra refletir quais seriam os meus planos a partir de agora. Respirei e mantive a calma. Não me deixei levar pelos pensamentos avulsos que por um instante atormentavam. Firmei os pés no chão mesmo com a cabeça na lua. Olhei pra dentro de mim e busquei o meu real valor. Questionei o porquê da insistência em coisas que não são mais importantes, coloquei na balança o que merecia ser pesado e descartado. Reforcei minha fé de sempre. Aproveitei e pedi proteção para prosseguir e maturidade para mais uma vez não enfiar os pés pelas mãos. Agradeço por todos os tombos, afinal, foi com eles que aprendi a andar com a cabeça erguida. É tempo de me orgulhar e de não nutrir auto piedade. Errei para acertar a letra e encontrar o melhor tom. Entre os altos e baixos me estabilizei. Deus tem um propósito pra mim. Se não for hoje, amanhã talvez. Sem pressa. Sou paciente e forte o bastante para enfrentar todas essas provações. Eu sei que vai valer a pena. Aprendi que se a gente pensa positivo o dia rende bons fluídos. E que assim seja. Rogério Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário